Skip to main content

Vida cansativa – Evoluir para o próximo passo

Nestes últimos tempos minha vida anda muito cansativa. Conciliar estudo e trabalho não é uma coisa fácil. Muitos brasileiros e pessoas ao redor do mundo fazem isso para garantir um futuro melhor. Mais do que nunca é necessário me organizar para não ficar enrolado, não quero atrasar mais nenhuma atividade pendente. Estou aproveitando alguns lapsos de tempo, que não aproveitava.

Quando estou na fila do restaurante na universidade, estou aproveitando para ler um livro (A fila às vezes demora uns 15 minutos). Leio quando espero o ônibus, às vezes quando dá, leio dentro do ônibus. Quando o ônibus está muito lotado e quando tenho que segurar as barras com as duas mãos, escuto uma música binaural (quero fazer isso mais vezes em momentos de ócio) e tento prestar atenção na minha respiração. Agora é comum muitos vendedores entrarem dentro dos coletivos, principalmente pelo fato de desemprego estar num patamar bem elevado. Alguns conta suas histórias de vida tristes e como estão sofrendo (não tenho como saber se as histórias são verdades ou não). Estes depoimentos e conversas negativas que as pessoas falam, sinto que estas situações de certo modo, suga a minha energia. 

Estou tentando simplificar a minha rotina. Aprendi com as pessoas que estão no caminho da iluminação que não sou obrigado a me conectar com energias que não me fazem bem e que não tenho afinidade. Dizer não, deixa as coisas menos cansativas e menos penosas. 

Já sinto que estou evoluindo para o próximo passo, só pelo fato de ter coragem de me afastar de certas coisas e situações. Estou tendo consciência como que a minha realidade está mudando e como minhas relações estão indo para outro caminho. Não precisar mais de aprovações sociais, é como retirar uma mochila cheia de pedras das costas. Com o tempo, esta vida cansativa vai ser apenas passado. 

O poder do agora – Vencendo a procrastinação

Aprendi um método muito interessante para vencer a procrastinação. Para manter o foco e conquistar metas aprendi o poder do agora. 

Por muitos anos absorvi esta cultura de deixar para depois. Isso me prejudicou e me prejudica em muitas áreas. Muitas vezes tive que fazer as coisas de qualquer jeito para entregar no prazo. Já aconteceu de eu ficar noites sem dormir para estudar para um prova sendo que poderia ter estudado o conteúdo durante o mês. 

O poder do agora é maravilhoso, visualizo mentalmente que agora estou impedido de fazer atividades que suga a minha produtividade durante o dia. Algumas atividades geram muita ansiedade para mim, um exemplo disso é olhar dados. Seja do número de visualizações desse site, até assuntos relacionados a matérias da universidade. Antes era fissurado em ficar olhando taxa de câmbio, sentia que era uma obrigação um estudante de Economia saber a conversão das moedas cotidianamente. Outro vício que tenho é ficar olhando e-mails e ver as últimas notícias do dia. Vi que estou fazendo muito esforço para tarefas que não acrescentam muita coisa na minha rotina. Já fiquei muito estressado por situações que acontecem no mundo, mas é desnecessário ficar assim, pois muitos assuntos estão fora do meu poder de controle. 

Estou me desligando de vários hábitos, deixei a mentalidade do depois e digo para mim mesmo que é agora que devo fazer o que tenho que fazer. Minha missão é deixar de ficar olhando dados quando não preciso deles, desligar de redes sociais (ficar olhando postagens de rede social não me dá uma sensação boa, muita gente despeja sua maldade e frustrações na internet, é melhor evitar este tipo de gente), evitar ver comentários de vídeos que assisto (a maioria dos comentários são esdrúxulos e não tem nada para acrescentar), não ver notícias quando não preciso delas (melhor ler um livro) e olhar e-mail uma vez por dia. 

Combatendo os inimigos estarei mais firme e mais forte para aprender mandarim, fortalecer minha leitura em economia e terei uma visão mais clara das atividades que tenho que cumprir. 

Tarefas para uma rotina mais agradável

Morar sozinho é uma experiência incrível, com o tempo aprendemos a organizar melhor a nossa rotina. Algumas coisas já faço desde criança, outros costumes fui incorporando com o tempo. 

Tarefas para melhorar a rotina: 

  • Arrumar a cama logo após que acordar. Esta é uma tarefa muito rápida e que pode mudar o dia todo. Quando se arruma a cama de uma vez, parece que o dia flui melhor. Não fica aquela sensação de bagunça.
  • Depois de arrumar cama, a próxima atividade é ir escovar os dentes. Desse modo garantimos a higiene e matamos aos pouco a procrastinação de querer ficar deitado. 
  • Não deixar vasilhas acumular na pia. Antes de dormir é bom ter a rotina de lavar a louça suja. Durante o dia não terá esta preocupação e as manhãs parecerão menos loucas. 
  • Ter um horário para dormir e acordar. Atualmente esta tarefa é um pouco complicada para muita gente. Abrindo mão de certas coisas e organizando melhor os compromissos, dormir e acordar no mesmo horário deixará o corpo mais descansado. 
  • No final de semana já deixar porções pré-preparadas para não gastar muito tempo selecionando ingredientes para fazer o café da manhã, almoço e janta. 

Não gostar de conhecer pessoas do nada: Vantagem ou desvantagem?

Uma coisa que não curto é conhecer pessoas do nada, aquelas que não fazem parte da minha rotina. Quando se marca um encontro com alguém desconhecido ou uma pessoa desconhecida que do nada aparece puxando assunto, me dá um certo nervoso. 

A primeira impressão é a primeira que fica, principalmente quando se vê alguém que provavelmente nunca mais terei contato, ou se tiver contato, anos depois. A melhor coisa é conhecer as pessoas naturalmente, aos poucos, no dia a dia. Quando encontramos alguém no supetão ambas as duas partes parecem que tem que fazer um esforço maior para promoverem a própria imagem. 

Odeio o fato de ser obrigado a promover a própria imagem. Dessa forma me sinto um produto humano, um ser entre bilhões de seres que se esforçam para parecem legais aos olhos da sociedade. Abandonei aplicativos de conhecer pessoas, conheci bons amigos na internet que pretendo encontrar pessoalmente um dia, mas nessa época encontrei gente com objetivos em comum e tinha mais tempo para conversar. Não tenho mais ânimo para buscar amizades online, a chance de encontrar alguém legal é muito baixa. 

Meu círculo social já está bom, está em um número de pessoas que consigo ter relacionamentos saudáveis. Nessa rede social seria melhor eu tentar fortalecer os laços, do que buscar novas pessoas. Eu não sou uma pessoa extrovertida que faz grandes amizades do nada. Sou meio analítico, gosto de conhecer quem está a minha volta aos poucos e gosto que me conheçam aos poucos também.

Não quero me expor para ser julgado por gente que não sabe nada de mim e da minha história. O melhor é evitar estes sentimentos negativos. O mundo também está muio perigoso, vemos casos e casos que são noticiados de pessoas que são mortas em encontros com desconhecidos. Sou tão extremo que nem tocar em gente estranha eu gosto, por isso tenho grande dificuldade de andar em ônibus. Prefiro pedalar quilômetros em cima de uma bicicleta, do que encostar em gente desconhecida.

Com o passar dos anos, estou a acreditar que nós mesmos de alguma forma moldamos nossa própria realidade. Não precisa ficar sofrendo para encontrar amigos ou um amor. Se tivermos energias boas, as pessoas boas vão ser atraídas para a nossa vida naturalmente.