Skip to main content

Tia Ciata – Um filme que me fez emocionar

Eu fui no 24º festival de cinema de Vitória que foi sediado no teatro Carlos Gomes. Vi os curta-metragens da 2ª mostra Cinema e Negritude. O ambiente estava muito bem organizado e muito aconchegante. Primeiro estava tendo uma apresentação e alguns atores e produtores dos filmes falaram na frente do palco. A apresentadora fez o agradecimentos e anunciou os patrocinadores do evento. 

Tia Ciata filme curta metragem - Tia Ciata - Um filme que me fez emocionar

Antes de começar os filmes, foi exposto alguns comerciais das empresas patrocinadoras. O comercial da Petrobrás estava maravilhoso, até arrepiei de tão bom que foi a produção. O filme Tia Ciata lembrou um pouco da minha própria história. Nós vivemos em um país onde maior parte da população é negra e mestiça, mas a cultura afrodescendente é excluída das mídias tradicionais. 

Foi imposto aos negros uma nova forma de vida, com a intenção de tentar apagar o passado e a riqueza que os antepassados africanos nos deram de ensino. Tia Ciata foi uma mulher influente, que não se deixou abalar pela censura. Vi como a dança, a música e os contos são formas de viver em comunidade, unir os laços e viver a vida com mais alegria. Fiquei mais sensível sobre o surgimento de músicas nacionais. Tia Ciata deu uma grande contribuição para o Samba. O Samba é uma forma de expressão, que mostra a história, as lutas e as alegrias do povo. Senti algo diferente, no filme mostra um olhar mais humano e menos comercial (como é vendido o samba no Carnaval que passa na televisão na atualidade).

Foi muito interessante ouvir de mulheres negras quais são as dificuldades das mulheres negras. O filme tem cenários simples, mas com uma riqueza exuberante. Parabéns a todos que produziram este material de excelente qualidade. Ir nessa amostra expandiu mais minha consciência, me mostrou que o Brasil produz e tem condições de produzir conteúdo de excelente qualidade. 

Resenha do O segredo – The secret

Acessando alguns vídeos sobre desenvolvimento pessoal, vi que algumas pessoas comentaram sobre o filme O segredo. Nunca tinha ouvido falar sobre este filme, fiquei curioso, pesquisei na Netflix e vi que tinha no catálogo.

filme o segredo THe secret Ramon Cristian - Resenha do O segredo - The secret

O conteúdo desse material abriu algumas portas para a minha vida. Pude confirmar o quão importante são as nossas palavras e nossos pensamentos e como isso contribui para a criação da realidade.

Nem todas as pessoas especializadas em assuntos que envolve lei da atração concorda com tudo o que é dito no filme. Elas dizem que O segredo coloca o ser humano como o centro do universo, o que acontece de fato é que, o ser humano pode estar em sintonia com alguma energia do universo.

O segredo é muito focado em dizer que, para as pessoas conseguirem algo, devem pedir para o Universo. Pedir para o Universo é um passo muito importante, mas o principal são os sentimentos. Os sentimentos são muito mais poderosos para atrair energias e vibrações similares. Quando queremos algo, mas estamos com sentimentos negativos, o que desejamos pode vir de forma distorcida.

Acredito que esse filme é ótimo para quem é leigo no assunto e quer começar a entender esses assuntos de espiritualidade, materialização, leis universais e temas similares.

É incrível como a fé transforma vidas. Durante o filme há alguns depoimentos de algumas pessoas que passavam por certas dúvidas, tristezas, problemas sérios de saúde, mas conseguiram se libertar de todo mal, tendo uma sintonia com uma energia positiva e acreditando que o melhor estava por vir.

Muita gente é cética nesses assuntos e não acreditam em muita coisa. Para sabermos se funciona ou não, é importante deixar o orgulho um pouco de lado e tentar. Tentar não custa nada e é muito bom para ter novas experiências. Veja O segredo e sinta a mensagem que está sendo transmitida.

Resenha do filme A Rede Social

A rede social filme história do Facebook Ramon Cristian 1024x683 - Resenha do filme A Rede Social

O filme A rede social já é antigo, mas só assisti ele recentemente. Ele conta a história de como surgiu e foi fundada uma das maiores empresas da atualidade, o Facebook. Obviamente que nenhum filme vai tratar a realidade de maneira verídica, sempre há uma dramatização para ter mais repercussão.

Muita gente justifica que não precisa estudar porque muitos dos maiores bilionários não estudaram. A verdade é que, sim, eles estudaram. A maioria deles entraram nas melhores universidades do mundo. O negócio deles estavam em certo nível que eles usavam o tempo apenas para dedicar em seus projetos. 

Eu tenho as minhas dúvidas sobre a integridade moral de Mark Zuckerberg. O filme tenta indicar isso, mas para mim ainda é uma questão concreta. Tenho a impressão que ele pega a ideia de outros projetos, o transforma como sua propriedade e não dá os devidos créditos para quem deveria. 

Mark Zuckerberg me dá um pouco de medo, parece que ele sabe muito bem algum jeito de controlar as pessoas e destruir concorrentes. Não é a toa que de algum modo ele está dominando a internet e seus serviços influenciam a vida de bilhões de pessoas. 

O filme quer mostrar a figura de Mark como uma pessoa má. Mas acredito que o que realmente aconteceu em muitos episódios na construção do Facebook foi divergência de opiniões. Mark tinha um conceito de negócio muito diferente do Eduardo Saverin. Era óbvio que em algum momentos haveria conflitos de interesse. 

Deu para aprender algumas coisas com o filme. Sobre como devemos ter paixão por algo e não se preocupar com muita coisa para os projetos fluírem melhor. É necessário coragem para desistir de algumas áreas da vida em prol da construção de algo que vemos que pode mudar o mundo de alguma forma. 

A rede social ficou uma história muito distorcida, mas deu para ter noção de certos acontecimentos.