Skip to main content

Minha vacina contra a febre amarela e o desrespeito do poder público

Na UFES (Universidade Federal do Espírito Santo) houve uma campanha para ajudar a imunizar mais pessoas contra a febre amarela. Minha mãe estava muito preocupada comigo e disse para ir vacinar.

vacina contra febre amarela espírito santo vitória - Minha vacina contra a febre amarela e o desrespeito do poder público

Uma das coisas que mais odeio na vida é enfrentar fila. Então acordei bem cedo para ser possível ser vacinado. Já tinha agendado um horário em um posto em um bairro aqui em Vitória, é uma vergonha que o posto da região onde moro não oferecer a vacina. 

O mutirão começaria às 8 da manhã, acordei às 4, fiquei enrolando para acordar. Me arrumei, peguei umas roupas no varal e cheguei lá por volta de 4:50. Levei um livro e li parte dele até começaram a distribuir as senhas. Fiquei na posição 88 na fila. Eles começaram a vacinação por volta das 7:30. 

A data que iria ser atendido seria 17/03/2017, mas consegui ser imunizado no dia 04/03/2017. As horas foram passando e foi chegando mais e mais pessoas. Acredito que a fila deu a volta na universidade. Parecia um campo de concentração. Foi uma experiência muito assustadora. Estes tipos de descaso mostra que estou vivendo no subdesenvolvimento. 

Pelo jeito algumas pessoas madrugaram com medo de não serem atendidas. É uma vergonha passar por este tipo de situação. 

Nos jornais só passa notícias de pessoas que estão ficando horas e mais horas em filas na tentativa de serem vacinadas. Houve até um caso de bandidos que invadiram uma unidade de saúde, obrigando os profissionais ali presente a vaciná-los. 

A população tem que estar consciente de uma coisa, há a vacina contra a febre amarela, mas ainda tem o problema de outras doenças não tem vacinas disponibilizadas pelo Estado. Vários vidas se perderam por causa de doenças que podem ser evitadas causa uma revolta muito grande dentro de mim. O meu maior desejo é morar em uma sociedade onde possui uma civilização, pois o Brasil é um caso muito sério de incompetência. 

O avanço do febre amarela e o descaso do governo

Aqui no Espírito Santo a febre amarela chegou e está se alastrando com força. Já foi confirmada casos de pessoas mortas no Estado por causa da doença. O mais absurdo é que tem vacina para a doença e ela não está sendo distribuída. Por causa do descaso do governo, está sendo muito difícil vacinar. Há várias pessoas dormindo em filas para tentar ter acesso a vacina. 

febre amarela aedes aegypti Ramon Cristian - O avanço do febre amarela e o descaso do governo

O governo simplesmente falou que ia começar a tomar providências depois do carnaval. Muita loucura quem quis ficar em multidão tendo uma doença se espalhando. Depois do carnaval, parece que o caso está ficando mais sério. 

Na UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), no campus de Goiabeiras, alguns macacos já morreram. Quando macacos morrem de repente, é um indício que a Febre Amarela está presente no local. 

Está muito difícil morar em zona tropical, o pior é morar em uma zona tropical com pessoas mal-educadas e ignorantes. Pelo Brasil ser quente, é mais fácil a transmissão de doenças. A ação que todos deveriam ter é evitar a proliferação dos transmissores como o aedes aegypti. 

A situação só está piorando, agora temos vários tipos de dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Será que vai ter que mortes em massa para começar a ser feito alguma coisa?

Cada vez estou mais irritado com a situação desse lugar, parece que a cada dia piora. O governo mais atrapalha do que ajuda. Toda vez que temos uma situação grave, a ação governamental demora responder (ou simplesmente não responde). 

Agora estou mais convicto do que nunca que devo me mudar desse país. É inadmissível ficar sofrendo desnecessariamente. Estou cansado de conviver com várias pessoas ignorantes e sujas. Eu não consigo ver uma solução pacífica para o Brasil. Se houver mudança, infelizmente tudo indica que algum tipo de transformação social terá que será realizado pela força. 

Doenças do atraso que afligem o Brasil – Perigo da febre amarela

Vi nessa matéria da BBC que nos próximos meses no Brasil podemos ter uma epidemia de Febre Amarela:

Brasil está sentado em ‘bomba-relógio’, diz especialista sobre febre amarela

É um absurdo que certas doenças ainda existam. O pior de tudo é que elas existem pela ignorância das pessoas e pela falta de educação que está inserida dentro da sociedade brasileira. 

O Aedes Aegypti é um mosquito muito perigoso, e se mostra mais perigoso a cada dia. Tínhamos um problema enorme por causa da dengue. Muita gente não leva a sério o risco de pegar a doença e a chance de morrer por causa de hemorragia. Para piorar, agora temos mais vírus em circulação no país. Além do risco de pegar dengue, quem mora em área de risco pode contrair mais duas doenças, a zika e a chikungunya. 

Pelo país ser muito grande e possuir muitas áreas inabitadas, combater o Aedes é uma tarefa muito difícil, mas isso não justifica a falta de educação da população. Se cada um colaborasse e não deixasse água parada, o índice de pessoas infectadas diminuiria muito. Alguém que não faz a sua parte e tem consciência que tem atitudes que ajudam na proliferação do mosquito, ela deveria pensar que está cometendo um assassinato. Quando sabe do risco letal de um mosquito e mesmo assim colabora para a sua existência, isso é um atestado que a pessoa quer se matar ou matar outras pessoas. 

Além das doenças que são noticiadas pela mídia, principalmente aquelas que afetam todas as camadas sociais, há as doenças invisibilizadas. Muita gente ainda vive sem as condições mínimas necessárias para uma vida digna. Infelizmente água encanada e saneamento básico não são serviços disponíveis para todos. Por causa de esgoto a céu aberto, muitas comunidades, principalmente as mais carentes, sofrem de alguns tipos de doença. A ausência do Estado de garantir o direito à saúde, fazem com que muita gente fique sujeita a pegar doenças como Hepatite A e Leptospirose.

Por causa do medo e falta de informação, parte da população não toma vacinas! Tomar vacinas é muito importante, principalmente no Brasil que temos um risco muito grande de pegar algum tipo de doença durante a vida. Temos que aproveitar esse direito que temos e evitar que nossa saúde seja prejudicada.

O brasileiro tem um mal costume de tentar resolver as coisas depois que chega o pior. A melhor coisa é prevenir. Dentro da capacidade da pessoa, ela tem que ajudar a construir uma sociedade mais saudável. É importante não jogar lixo no chão, não poluir, não jogar entulho na rua ou em terrenos baldios (normalmente as prefeituras têm um serviço específico para isso, é só ligar para a prefeitura e resolver esta questão).

Uma coisa que não entendo é porquê não temos alguns hábitos quando há um surto de alguma doença. Não temos o costume de usar máscaras quando estamos doentes ou quando estamos em um lugar com uma grande aglomeração de pessoas. O governo deveria fazer mais campanhas de prevenção, desse modo gastaria menos dinheiro com medicamentos e internação. Poderia começar por uma campanha de lavar as mãos.