Skip to main content

Resenha perfume Hinode nº14, Inspiração do Lady Million

Uma pessoa que mora comigo está vendendo Hinode, ele insistiu para comprar o último produto que faltava para acabar o estoque dele. Acabei cedendo e comprei. A embalagem é bem simples, a colagem do adesivo no vidro não uma das melhores qualidades. 

Eu senti que o perfume era doce, fui pesquisar qual fragrância a marca quis imitar, descobri que era um contratipo tendo como cheiro base o Lady Million. Sabia que tinha alguma coisa errada, nunca que isso seria um perfume masculino, mas né, já foi comprado. 

Pela embalagem está destruída e pelo fato do vendedor querer acabar com o estoque, comprei este perfume por R$70,00, vi que tem alguns vendedores que estão comercializando este perfume por R$120,00 no Mercado Livre, não acho que vale a pena pagar R$120,00 um perfume desse. Um original deve estar o dobro do preço, mas uma borrifada, dá para ficar com o cheiro do perfume o dia todo. Achei a fixação desse perfume da Hinode bem fraca, fica no máximo umas 3~4 horas no corpo, depois não consigo sentir mais nada. 

Provavelmente vai vir algum representante da marca falar que estou errado e que este é o melhor produto do mundo. Esta é a minha opinião, talvez outras pessoas gostam da qualidade da Hinode e se sentem satisfeitas. Não recomendo nem pelo fato de ser contratipo, mas acho que pela propaganda feita (e pelo preço), deveria-se zelar em requisitos como embalagem e duração do produto na pele. 

Observação: A minha pele é oleosa, não sei como ficaria a questão de fixação para outros tipos de pele. Normalmente borrifo atrás da orelha e no pulso. 

Composição: Alcohol, Aqua, Triclosan, PEG-8, Propylene Glycol, Parfum, Alpha-Isomethyl Ionone, Amyl Cinnamal, Benzyl Alcohol, Benzyl Benzoate, Benzyl Salicylate, Butylphenyl Mehtylpropional, Cinnamyl Alcohol, Citral, Citronellol, Eugenol, Geraniol, Hexyl Cinnamal, Hydroxycitronellal, Hydroxyisohexyl 3-Cyclohexene Carboxaldehyde, Limonene e Linalool. 

Mais duas finais de disciplinas que entram na conta

Este semestre peguei 5 matérias para não ficar muito puxado, agora que estou estagiando que não posso ultrapassar este número. Tive matérias consideradas difíceis. De 5 matérias, fiquei em final em duas. Sei que parte da culpa é minha, pois se tivesse focado mais na graduação poderia ter tido resultados melhores. 

Em uma matéria fiquei muito triste com o meu resultado, eu fui nas aulas no horário certo, copiei tudo o que o professor passou no quadro, copiei as coisas que ele disse (que teoricamente seriam importantes para a prova). A prova não tinha nada haver com a explicação dele, tenho amigos que nunca vão para aula tiraram um nota mais alta ou similar a minha. Me deu aquele sentimento de fracasso, que não fui capaz. 

Não posso ficar esperando ser recompensando por esforço, o que se espera de nós é o resultado. Tem professores e outras profissões que avaliam alguém que ignoram completamente o esforço, infelizmente o mundo é assim. 

Vou tentar fazer o possível para poder passar nessas matérias, se não der, tudo bem. Também não adianta nada ficar nervoso, estressado, ficar noites sem dormir e no final se formar cheio de problemas psicológicos e com a saúde deteriorada. #Nãoénormal adoecer por causa de cobrança. Já estou começando a ter tremores nas pálpebras, dor no intestino e com um sentimento que devo fugir de tudo, mas não posso, pois não tenho mais para onde ir. 

Decidi que não quero mais ficar falando de desempenho acadêmico com familiares, colegas e pessoas do trabalho, pois quando se toca no assunto, sempre se gera uma expectativa do que vai ocorrer. Chegou o momento que não é mais saudável ficar dando satisfação, afinal tenho 20 anos, nem tenho mais a obrigação de dar satisfações. Eu sei o meu ritmo, tentar acelerar as coisas é algo que não dá certo, só é desgastante. 

O que realizar nos meus 20 anos

20 anos, uau 20 anos. Uma idade que já está fora dos limites dos meus pensamentos. Estou me sentindo um pouco mais adulto, o tempo vai passando e vou observando o que acontece com a vida das pessoas ao meu redor. Muita gente está tendo filhos, casando, começando e terminando namoros. Ainda me sinto muito adolescente, aquele que saiu de casa aos 17 com o sonho de uma graduação e uma vida melhor. 

Meus sonhos estão mais alcançáveis, tudo depende das minhas escolhas a partir de agora. O que quero realizar nessa idade:

  • Começar a me exercitar, fazer academia ou natação e não desistir. Comecei a fazer academia na UFES, mas tinha que sair pois não teria mais horário por causa do estágio. 
  • Escrever mais, esta é uma ótima maneira de me expressar.
  • Me planejar para ter noites de sono tranquilas. 
  • Parar de comer carne. 
  • Abrir o meu negócio. 
  • Estudar bastante inglês. 
  • Me conhecer melhor.
  • Ler mais livros e assistir mais filmes.
  • Começar a investir dinheiro. 

Já consegui realizar algumas coisas como:

  • Consegui estagiar, isso é uma vitória, principalmente nos momentos de crise econômica. 
  • Estou na metade da graduação. 
  • Com meu salário estou comprando as coisas que eu quero aos poucos.

Quero sair mais e não ficar todos os finais de semana preso dentro de casa. Nos meu 20 anos quero descobrir meus próprios padrões e parar de se enquadrar na verdade dos outros. Nesta idade quero aprender a olhar mais para o presente, alimentando sonhos a serem realizados claro, mas sem menosprezar a minha situação atual. Vou me dedicar mais nos estudos e no meu trabalho. É o momento que tenho que parar de tentar a felicidade no meio externo, pois já está mais claro que o caminho não é esse. Quebras de comportamentos será feito e nova rotina entrará na minha vida.