Skip to main content

Vida nova na nova república

Avalie este post

Enfim me mudei. Foi uma mudança um tanto que engraçada. Tinha combinado o frete, mas o senhor disse que teve um problema em outra entrega e que não poderia me atender. Combinei de marcar no outro dia, parece que ele fez pouco caso de mim.

Como queria mudar naquele mesmo dia, pois não aguentaria mais uma noite com os meus vizinhos, tentei encontrar uma solução. Eu tinha apenas caixas com roupas, livros e utensílios de cozinha. Fui no ponto de taxista e quis combinar o preço com alguém. Tinha um taxista deitado no ponto táxi da região, conversei com ele, pela cara que fez não parecia muito disposto. Ele nem terminou de conversar comigo, deitou no banco e fechou os olhos, eu achei isso muito mal-educado. Eu iria pagar o serviço, ele me tratou como tivesse fazendo um favor.

Depois chamei o Uber, o rapaz que me atendeu foi muito prestativo e combinei com ele o preço que o frete me cobrou para transportar as caixas. Foi rápido, simples e sem burocracia. Quando as pessoas querem trabalhar e ter a renda dela, elas conseguem. Foi a primeira fez que tentei pegar um táxi, e nessa primeira vez já tive uma atendimento péssimo.

Na nova república conheci os moradores. Pelo jeito não são o tipo de pessoas que vou ser próximo e desenvolver uma amizade forte, mas não são problemáticos (o que aparenta) e vai dar para conviver com eles. O apartamento é grande e arejado. O valor do aluguel inclui água, luz, internet, gás e limpeza semanal. São preocupações a menos.

Gratidão por não precisar mais em me preocupar em lavar roupa. Agora é só jogar na máquina e pronto. O quarto é muito bom e os móveis são muito bons também. Arrumar tudo deu mais trabalho que imaginava, mas aos poucos consegui ajeitar as coisas no lugar.

Espero ter boas histórias na nova república.

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.