Tiroteio no conjunto de prédios e sequestro do meu irmão

Mais uma noite sonhando com armas. Eu e um grupo de pessoas estava em um prédio quando começou um tiroteio. Dessa vez sonhei em um lugar conhecido, foi em um prédio que morei quando era criança. Algumas pessoas curiosas na entrada do prédio queria saber de onde estava vindo os tiros. Minha mãe estava nesse grupo, eu gritei ela e falei para ela correr para dentro do prédio. Ela estava na área do prédio, enquanto eu já estava na entra do edifício. 

Os bandidos estavam chegando perto do prédio que nós estávamos, minha mãe e os outros começaram a correr. Eu já estava em um andar mais alto, quando vi que os bandidos estavam escalando o prédio. Eram várias crianças e adolescentes armados parecendo que estavam possuídos por uma energia maligna. Não tenho certeza, mas parece que eles conseguiram sequestrar alguns moradores. 

Eu comecei a subir mais, entrei dentro de um apartamento. Nesse apartamento tinha um senhor armado apontado a arma para duas dessas crianças. Eles estavam rendendo o meu irmão! O senhor estava muito nervoso e estava tremendo muito. Eu peguei a arma dele e dei tiros no peito dos dois meliantes, os matando. Parecia que eu atirava muito bem, tinha o risco de acertar o meu irmão, mas isso não aconteceu. Depois disso, eu fiquei com a arma e não sei o que aconteceu depois. 

Fonte: olx.com.br. Estilo de prédios desse bairro.

Este lugar que sonhei é um dos bairros mais perigosos de Vila Velha. Minha mãe nessa época estava com uma condição financeira bem ruim, uma amiga a ajudou por um tempo. Eu tinha acabado de voltar de Sete Lagoas e comecei a morar em Vila Velha de novo. Nessa época tive momentos bons e ruins. Não sei porque sonhei com isso e me fez lembrar desse bairro. 

Passeio na Pedra de Cebola e Praia da Costa

Hoje fui com a tia da minha mãe passear um pouco pela região metropolitana de Vitória. Tinha planejado levá-la para conhecer o parque Pedra da Cebola e dar uma volta na UFES. Pegamos o ônibus para ir no parque na parte da tarde. Quando chegamos no local fiquei preocupado, vi tudo fechado e não vi ninguém. Normalmente sempre tem ambulantes realizando vendas na entrada do local. Depois vi que entrou uma pessoa por um portão pequeno, depois disso vi que lá estava aberto. 

Pela primeira vez vi lá tão vazio. De fato, as ruas estavam praticamente desertas. Dentro do parque tinha algumas crianças brincando nos parquinhos. Tia Do Carmo tem um problema no joelho e não conseguiu caminhar muito. Ela ficou sentando no banquinho e tirei algumas fotos. Tomamos água de coco, ficamos sentados lá por um tempo e depois fomos embora. 

Parque Pedra da Cebola

O nosso próximo destino foi a Praia da Costa. Não sei muito bem pegar ônibus. Pegamos um que deu uma volta enorme por Vitória e Vila Velha, acabamos parando no terminal do Ibes. No terminal eu perguntei se tinha algum ônibus que ia para a Praia da Costa, o moço me disse que o ônibus que estava chegando passava na Praia da Costa. Subimos no bendito ônibus, ele deu uma volta enorme e fomos para no terminal de Vila Velha. Depois finalmente chegamos à praia. Durante o trajeto um monte de gente pulou a roleta. Tia Do Carmo ficou assustada, eu disse que eram as pessoas que moravam nas comunidades de Vila Velha. Na praia andamos um pouco no calçadão, comemos esfirra e andamos mais um pouco. Depois quando estava anoitecendo, fomos embora. Finalmente consegui pegar os ônibus correto e conseguimos chegar mais rápido em casa. 

Praia da Costa em Vila Velha

Foi muito bom o passeio e percebi preciso sair mais. E preciso sair em lugares com pessoas que tenho empatia. 

Custo de Vida em Vila Velha

Vila Velha foi a cidade que mais vivi na minha vida até agora, então é um lugar que conheço muito bem. Morar em Vila Velha pode custar menos do que na capital, se pode perceber isso pela locomoção que se tem na terceira ponte. O fluxo de pessoas que vai trabalhar em Vitória é muito maior do que quem mora em Vitória e vai trabalhar em Vila Velha.

A cidade no geral é boa, os principais pontos negativos é o esgoto a céu aberto que nenhum governo resolve e não tem muita vontade política para resolver este problema e quando tem chuvas, há o problema de alagamentos.

Vila Velha tem um tamanho significativo, mas parece que sempre se encontra um conhecido na rua.

Os preços de moradia variam muito de bairro para bairro. Mostrei aqui os preços de Vitória, se desejar dar uma olhada para comparada.

O comércio é mais centralizado e organizado. Um lado positivo é que grandes supermercados são pertos um do outro, então não se tem muita dificuldade de sair de um para ir no outro. Fica mais fácil pesquisar preços. Morando perto da Glória e do Centro não se tem muito problema em encontrar o que se precisa.

Lazer não sei informar muito sobre custo. Mas a cidade oferece muitos atrativos. Tem vários pontos turísticos, se pode ir nas praias. No total se tem três shoppings para poder escolher. Vila Velha tem muitos estudantes de ensino superior, então há bastante atrativos para jovens, acredito que até mais que Vitória. No Centro há uma biblioteca municipal que quem gosta de ler, dá para fazer cadastro lá.

Se a pessoa a pessoa tiver disposição, dependendo de onde mora dá para ir em vários lugares de bicicleta, mas a infraestrutura da cidade para ciclistas é meio precária, então é necessário bastante atenção.