Tia Ciata – Um filme que me fez emocionar

Eu fui no 24º festival de cinema de Vitória que foi sediado no teatro Carlos Gomes. Vi os curta-metragens da 2ª mostra Cinema e Negritude. O ambiente estava muito bem organizado e muito aconchegante. Primeiro estava tendo uma apresentação e alguns atores e produtores dos filmes falaram na frente do palco. A apresentadora fez o agradecimentos e anunciou os patrocinadores do evento. 

Antes de começar os filmes, foi exposto alguns comerciais das empresas patrocinadoras. O comercial da Petrobrás estava maravilhoso, até arrepiei de tão bom que foi a produção. O filme Tia Ciata lembrou um pouco da minha própria história. Nós vivemos em um país onde maior parte da população é negra e mestiça, mas a cultura afrodescendente é excluída das mídias tradicionais. 

Foi imposto aos negros uma nova forma de vida, com a intenção de tentar apagar o passado e a riqueza que os antepassados africanos nos deram de ensino. Tia Ciata foi uma mulher influente, que não se deixou abalar pela censura. Vi como a dança, a música e os contos são formas de viver em comunidade, unir os laços e viver a vida com mais alegria. Fiquei mais sensível sobre o surgimento de músicas nacionais. Tia Ciata deu uma grande contribuição para o Samba. O Samba é uma forma de expressão, que mostra a história, as lutas e as alegrias do povo. Senti algo diferente, no filme mostra um olhar mais humano e menos comercial (como é vendido o samba no Carnaval que passa na televisão na atualidade).

Foi muito interessante ouvir de mulheres negras quais são as dificuldades das mulheres negras. O filme tem cenários simples, mas com uma riqueza exuberante. Parabéns a todos que produziram este material de excelente qualidade. Ir nessa amostra expandiu mais minha consciência, me mostrou que o Brasil produz e tem condições de produzir conteúdo de excelente qualidade. 

Direcionando a vida – Tarefa muito complicada

Uma tarefa muito importante que todos deveriam ter é sempre buscar o processo de aperfeiçoamento. Estagnar na vida não é muito recomendado, principalmente nessa era de competição. 

Estou com um pouco de dificuldade em saber em que caminho seguir. Um dos meus grandes sonhos é ter um negócio próprio. Principalmente no setor de beleza e moda. Mas ao mesmo tempo quero investir na minha educação. Aí surge mais dúvidas, como fazer um MBA? Será que devo fazer um mestrado? Devo ficar no Brasil ou juntar dinheiro para o exterior?

Primeiro devo terminar a etapa inicial que é terminar a graduação. Tenho que estar firme em um propósito para a minha vida fazer algum sentido. Economia é uma área que gosto muito, mas ainda não consegui encontrar um nicho profissional em que me sinta encaixado. Não me sinto “pertencido”. 

Quero muito aprender idiomas, mas a única língua que estou me aproximando mais é o economês. Será que devo focar em idiomas apenas nas férias e depois de formado? 

Estou doido para me formar logo e sair desse ambiente acadêmico que estou inserido. Sinto que estou ficando sufocado e desanimado. Estou tentando elevar a minha energia, não quero me permitir ficar na tristeza. 

Um dos meus grandes sonhos é morar fora do Brasil, mas antes de realizar este sonho quero estar preparado. Eu quero ter a melhor forma de me preparar. Fico pensando se é melhor focar nos estudos ou se começo a empreender.

Posso aceitar ser subordinado por algum tempo, nesse tempo posso aprender lições importantes, mas não quero estar nesse estado por muito tempo. Liberdade e estar bem é algo que sempre quero ter. É muito ruim a sensação de estar preso a algo.  

Quero me direcionar por um caminho que possa bons frutos. É ruim trabalhar para enriquecer os outros. 

 

Candidatos a presidência do Brasil para 2018

Estamos em uma época muito delicada na política. A descoberta de vários casos de corrupção abalou ainda mais a confiança do governo. Muitas pessoas tinham a esperança que o país iria melhorar depois da saída da Dilma Rousseff, mas a situação não pareceu mudar muito. 

O governo Temer impôs reformas e mudanças, mas tais propostas não foram realizadas de uma maneira muito democrática. De certo modo, o PMDB quis mostrar competência, mas este partido é incompetente como todos os outros. 

Vendo que a situação ainda está péssima e que o Brasil vai ter difícil recuperação, já está se mobilizando chapas para eleger um novo presidente para a próxima eleição. 

Um nome forte para o PT é o Lula. Eu não gosto do estilo dele, ele sabe como manipular as camadas das populações mais pobres. Uma coisa é fato, Lula sabe falar muito bem e também sabe lidar bem com o público. Dilma não falava nada com nada e era péssima líder. 

O PSDB provavelmente vai indicar o atual prefeito de São Paulo, João Doria. Doria é um excelente profissional e um ótimo gestor da área privada. Trabalhar no serviço público é diferente de gerir uma empresa, não sei se ele vai conseguir se adaptar na política e ter progresso. O Aécio Neves parece que é carta fora do baralho, há muita polêmica envolvendo o nome dele com o uso de cocaína. Não pesquisei o caso mais afundo, mas não duvido mais de nada. 

O PMDB provavelmente vai se mover para ficar no poder. A imagem deles vão ficar um pouco abalada. Principalmente pelas políticas de Temer e pelo elitismo na política ter ficado mais evidente do que nunca nesses últimos anos, algo que desagradou bastante a população. 

Bolsonaro é a esperança de muita gente, várias pessoas acreditam que o país vai melhorar se ele for o novo presidente. Vamos ver qual vai ser o próximo passo para os próximos anos. 

Minha vacina contra a febre amarela e o desrespeito do poder público

Na UFES (Universidade Federal do Espírito Santo) houve uma campanha para ajudar a imunizar mais pessoas contra a febre amarela. Minha mãe estava muito preocupada comigo e disse para ir vacinar.

Uma das coisas que mais odeio na vida é enfrentar fila. Então acordei bem cedo para ser possível ser vacinado. Já tinha agendado um horário em um posto em um bairro aqui em Vitória, é uma vergonha que o posto da região onde moro não oferecer a vacina. 

O mutirão começaria às 8 da manhã, acordei às 4, fiquei enrolando para acordar. Me arrumei, peguei umas roupas no varal e cheguei lá por volta de 4:50. Levei um livro e li parte dele até começaram a distribuir as senhas. Fiquei na posição 88 na fila. Eles começaram a vacinação por volta das 7:30. 

A data que iria ser atendido seria 17/03/2017, mas consegui ser imunizado no dia 04/03/2017. As horas foram passando e foi chegando mais e mais pessoas. Acredito que a fila deu a volta na universidade. Parecia um campo de concentração. Foi uma experiência muito assustadora. Estes tipos de descaso mostra que estou vivendo no subdesenvolvimento. 

Pelo jeito algumas pessoas madrugaram com medo de não serem atendidas. É uma vergonha passar por este tipo de situação. 

Nos jornais só passa notícias de pessoas que estão ficando horas e mais horas em filas na tentativa de serem vacinadas. Houve até um caso de bandidos que invadiram uma unidade de saúde, obrigando os profissionais ali presente a vaciná-los. 

A população tem que estar consciente de uma coisa, há a vacina contra a febre amarela, mas ainda tem o problema de outras doenças não tem vacinas disponibilizadas pelo Estado. Vários vidas se perderam por causa de doenças que podem ser evitadas causa uma revolta muito grande dentro de mim. O meu maior desejo é morar em uma sociedade onde possui uma civilização, pois o Brasil é um caso muito sério de incompetência. 

Alimentação para fortalecer o corpo e ida ao supermercado

Hoje fui no supermercado, pois as coisas aqui em casa estavam acabando. Quando cheguei lá, até me surpreendi. Nunca vi tanta gente em um supermercado ao mesmo tempo. A maiorias das pessoas estavam com caixas e mais caixas de cerveja, nesses momentos percebo que estou no Brasil. Grande parte do povo que estava ali estava comprando comida e bebida para passar o carnaval. 

Comentei que com o passar do tempo comecei a comer mais coisas industrializadas, pois onde morava, verduras, legumes e frutas são itens bem caros. Tomei consciência que precisava voltar a ter uma alimentação mais saudável. Passei longe do setor de biscoitos, pela primeira vez comprei mais alimentos frescos do que industrializados. Estou resistindo a tentação de ficar comprando um chocolatinho ou um doce, com o passar do tempo, isso se transforma em economia. 

Depois passei na feira e comprei algumas poupas de fruta e banana. Toda semana vou ir comprando as coisas aos poucos, desse modo não tem a chance de algo estragar. Me dá uma tristeza e um sentimento de culpa muito grande ver comida estragando. 

Minhas amígdalas incharam mais e começou a doer de novo. Tenho esperança que vou me livrar desse mal mudando meus hábitos, meditando para controlar o estresse e com regulação no sono. Fui no posto algumas vezes para ver se conseguia consultar, é horrível depender de saúde pública no Brasil, mas enfim, no final tudo vai dar certo.

Espero que meu corpo responda positivamente a essas mudanças. Eu sinto que estou renascendo, finalmente estou conseguindo me livrar de pensamentos e atitudes negativas. Estou jogando todos os lixos fora e limpando minha casa interna. Quero muito estar preparado para passar uma herança de prosperidade para as próximas gerações. A alimentação pode me ajudar nesse processo de fortalecimento e deixar a fraqueza mental e física de lado.