Skip to main content

Sonho estranho: Intercâmbio na Rússia e Jacaré

Avalie este post

Tenho alguns sonhos bizarros que dá até para escrever um livro. Recentemente tive um sonho que nada se encaixava com nada. 

Parece que eu estava na Rússia, deduzi isso pela aparência das pessoas. Estava em um lugar que parecia ser uma zona rural. Caminhei em direção a um lago e tal lugar estava lotado, parecia que era verão. Tinha pessoas de todas as idades, das mais novas até as mais velhas. As crianças pareciam que estavam se divertindo muito. Tudo estava indo bem até que uma menina começou a gritar de maneira desesperada. Ela falou que tinha um jacaré que estava na água. Nesse momento todo mundo começou a correr e sair do lago. O danado do Jacaré começou a perseguir as crianças, mas felizmente nada de mal ocorreu. 

Pelas cenas que tinha no sonho parecia que eu era um intercambista no país. Depois que todos foram embora, o host de onde eu estava “adotou” o jacaré. Queria muito ir embora da casa, pois morria de medo do jacaré me atacar. Eu tentei fugir da casa de madrugada subindo em umas árvores, mas não consegui. De manhã o host pediu para eu estender as mãos e me bateu com uma régua. A mulher dele aprovou a agressão que ele me deu na palma das minhas mãos. Eles falaram que era a minha obrigação eu preparar uma bebida que eles bebiam no café da manhã. Falei para eles que eu não conhecia este costume, que na maioria dos lugares as pessoas bebem café. 

Chegou um momento que eu estava sozinho com a mulher. E ela me falou que não aguentava mais o jacaré, que ele dava muita despesa e que eles estavam quebrados financeiramente. O host chegou com o jacaré e queria que eu tocasse nele. Alguma coisa dentro de mim não permitiu que eu tocasse no jacaré, parece que vi as suas intenções. Primeiro ele ia ser bonzinho, mas no final iria me atacar. 

Acredito que no final de tudo eu consegui fugir antes que fosse atacado. 

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.