Skip to main content

Precarização das universidades federais e falta de planejamento

Avalie este post

O governo federal anunciou novos cortes na educação. O Brasil é um país tão precário que corta dinheiro da educação e não reduz benefícios dos políticos. Educação sempre tem que ser prioridade, mas infelizmente o ensino não é importante para o governo brasileiro. 

A UFES está em uma situação deprimente. Mato alto por todo lado e já começa a faltar material de consumo. A solução para economizar energia é desligar praticamente toda a iluminação a noite. Tinha me matriculado em uma aula a noite, até cancelei, impossível ir embora tarde para casa. 

A corrupção está penetrada nas universidades, uma crise evidencia ainda mais o privilégio de algumas categorias. Para festinhas que custam dois mil reais (dinheiro que nunca falta e vem fácil) e obras de cem mil reais de uma passarela mal feita que liga o lugar nenhum ao nada, sempre tem recursos. Quando é necessário um ônibus para algum congresso, não tem dinheiro, comprar papel para imprimir provas, quando solicitado material necessários para a aula, nunca tem dinheiro. 

O novo corte de gasto foi feito no RU (restaurante universitário). Onde terá menos opções de proteína e salada. Não terá opção de sobremesa. O valor da comida é baixo, R$1,50, mas é errado prejudicar os alunos, enquanto outros setores da universidade esbanjam o caviar. 

Este é o momento que muitos invejosos comemoram o sofrimento dos outros. Tem gente que adora chamar os universitários de vagabundos e que “mama” no governo. A educação deveria ser de qualidade para todos, infelizmente no Brasil não são todos que tem acesso a uma universidade ou instituto federal/estadual. A luta deveria para ampliar o acesso ao ensino, não ser contra quem estuda. Se não fosse pelo ensino público, eu dificilmente conseguiria estudar. O governo não está fazendo um favor para ninguém, pagamos impostos altos para receber serviços de volta. 

O planejamento público dever ser maior e visar o bem da maioria.

 

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.