Skip to main content

Ócios do ansioso

Avalie este post

Ansiedade é esperar aquilo que você quer ter automaticamente. Você quer surfar nas ondas, mas o mar está calmo. Você quer saltar do céu, mas o céu está abalado e não quer te receber. A ansiedade te destrói, principalmente quando o desejo parece tão longe como uma galáxia que parece estar no infinito. Ela te consome como o fogo que busca o oxigênio para sobreviver. O ócio define a ânsia. O ócio conquista e pode parar a ânsia do seu crime brutal. O ócio perfeito para alguns pode estar tão perto como um toque no reflexo do espelho, para outros o ócio encravado das mais belas pedras depende da vitória contra os leões e a travessia de mares. Gerações definem destinos, seu destino define gerações. Não quebre a aliança, sua reconstrução é dolorosa e pode não se recuperar. Quanto mais difícil for seu ócio, mas ele será valorizado e mais você saberá o seu intrínseco valor. Ansiedade por beber a bebida com o mais puro mel na taça de um imperador. Ansiedade para apenas dormir sem bombardeios durante a noite. No sedento cotidiano ter esta água límpida, gelada e cristalina para tomar. A lama consumida na casa ficou no passado. Queremos palmeiras para fazer sombra, deixa secar os espinhos dessa planta que fica sobre as janelas. A vida bela é muito pequena comparada a tristeza. Lágrimas são mais comuns que sorrisos. Na verdade, na verdade eu te digo. Este sorriso depende de lágrimas dos ócios distantes para produzir preciosos e raros sorrisos. Este véu depende de mortes de vários seres que seriam borboletas e que foram retirados o direito de voar. Felicidade e morte estão de mãos dadas e amarradas neste fio vermelho. A morte do monstro traz paz a aldeia, a aldeia mata o carneiro para a felicidade dos cidadãos famintos. As vezes os ócios não podem se cruzar, se cruzam soltam faíscas pelo ar através da lâmina de espadas. Mundos não se cruzam, porque os poderes querem espalhar sua dominância. Ansiedade do futuro, quero o direito do meu espaço existir para ouvir a vibração desse som. A brisa leva estava levando estas folhas secas para o lago. Ócio podem passar de etapa em etapa como degraus. Peço ajuda, uma corda para sair da escuridão, senti e saber o que é a luz de uma estrela. Quero o ócio que é meu, isso é uma missão que não pode ser fracassada. A fraqueza tem que ser derrotada com a ansiedade de vencer. Vencer é tão honroso e valioso para um soldado. Me ajude a derrotar aquilo que deseja o mal e que não quer o bem. Aliados nesta guerra contra Pã. Temos a certeza que somos fortes para destruir esta estátua que escraviza as pessoas a ajoelhar na brasa quente apenas para serem inferiores. Agora limpe esta janela, você não merece mais isso. Depois da vitória e a época da limpeza e da transformação. Por causa dessas lindas árvores que cresceram temos o privilégio de vermos pássaros livres do véu da morte de falsos sorrisos.

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.