Skip to main content

Não desistir do sonho de empreender

Avalie este post

Desde adolescente gosto de assuntos relacionados a empreendedorismo. Mas nunca soube por onde começar, pois nunca tive uma mega talento, tenho vergonha de público e de vender. Só que este desejo nunca desaparecei de mim. Entrei na AIESEC quando estava no primeiro período da universidade e esta semente que estava dentro de mim, parece que iria começa a crescer.

Acontece que ainda não estava no meu tempo. Preferi me dedicar apenas a graduação, como uma forma de “garantir” a vida.  Sinto que uma etapa já foi vencida quando decidi mudar de hábitos e escrever. Sei que gosto de escrever e que quero começar algo a partir dessa atividade.

Empreender é não se conformar com as coisas do mundo, uma forma de mudar e transformar. Sinceramente, estava focado no dinheiro. Mas agora consegui perceber que o amor por algo é muito mais importante. Que o dinheiro vem como consequência daquilo que somos bons.

Aprendi que cada um tem o seu tempo, e não devo tentar acelerar os processos. Quando via as notícias me sentia muito mal, pois sempre tem reportagens de crianças e adolescentes super dotados que parecem que fizeram 100000 vezes mais atividades do que você fez. Não me sinto mais assim, pois o importante é descobrirmos algo que temos talento e que nos faça feliz. É muito ruim viver pressionado, para tentar subir as escadas na sociedade.

Antes de empreender, quero aceitar quem eu sou de verdade. Estou me descobrindo no mundo, quero deixar todas as tristezas e angústias para trás e me libertar de todas as prisões. Não sei se muitas pessoas tem este sentimento de se sentirem “estranhas” no contexto social. Ao mesmo tempo que vivemos um processo de homogeneização em massa, temos um processo de heterogeneização, onde cada indivíduo da sociedade busca se diferenciar dos demais.

Estas diferenças que nos fazem especiais e sermos o que somos.

Posso parecer ter fugido um pouco do assunto, apenas quis mostrar que antes de tentar transformar o mundo, quero me transformar, este é o primeiro passo que se deve seguir.

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.