Skip to main content

Meus vizinhos: O inferno na Terra

Avalie este post

Não tive muita sorte este ano quando o assunto é sobre vizinhos. Morar perto das pessoas que estou agora é praticamente uma tortura. Quando cheguei aqui, perguntei a vizinha da frente se poderíamos dividir a internet. Ela foi muito mal-educada comigo, falou que eu ia espalhar a senha para a vizinhança. Falei que se ia pagar, obviamente não ia sair espalhando a senha. Ela tem todo o direito de não querer dividir a internet, mas poderia ter falado isso com mais educação.

Outro problema é a vizinha do lado. Ela é filha de uma senhora que trabalha com a minha mãe. Minha mãe perguntou para ela se eu podia usar a máquina, ela disse que sim. Depois que usei, ela ficou muito brava e até tirou o adaptador da tomada para eu não usar. Toda vez que ela me vê dá aquele sorriso falso. A máquina fica em uma área de serviço de uso comum do prédio. 

Depois se mudou para o prédio uma mulher super desequilibrada. Esta mulher tem um filho, e ela fica gritando com esse menino praticamente o dia todo. Tenho muita dó dessa criança, vai crescer muito revoltado. É muito desconfortante ficar ouvindo choro de criança. 

Para piorar a situação, veio para o prédio um funkeiro que coloca o volume das músicas no último volume. A vizinha desequilibrada e este funkeiro fumam maconha e suponho que utilizam mais drogas. Às vezes este funkeiro convida uns amigos e o cheiro que fica no prédio é insuportável. Uma plantação de maconha ou um laboratório de fabricação de drogas não deve ter um cheiro tão ruim que nem o corredor do andar que moro. 

Espero me formar logo e ter uma vida mais tranquila no futuro. É péssimo o tipo de gente que tem nesse local. É o preço que estou pagando para ter sucesso profissional. 

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.