Skip to main content

Marca a ser deixada no mundo

Avalie este post

O mundo possui bilhões de pessoas. Sou apenas um entre estes bilhões. Fico imaginando o que posso fazer para ficar na história e contribuir um pouco com a sociedade. São poucos que são eternizados. É triste saber que grande parte das pessoas são apagadas da existência. Mas é verdade que não é comum a maioria da população se dedicar para alcançar seus sonhos, ficando preso em uma vida sem sentido. É importante desenvolver talentos, pois assim, podemos assumir uma identidade única e ser reconhecido por isso. Muita gente nem liga para isso, apenas quer aproveitar e não pensa muito sobre o futuro. Mas quero que meus descendentes possam saber quem fui eu, o que fiz na vida. Que riam da tecnologia que usava e das roupas que vestia. A nossa vida é tão breve em comparação ao universo. Não sabemos de nada, mas fazemos de tudo para justificar a nossa existência. Encontramos uma lógica para que a vida tenha algum sentido. Isso que é criar conhecimento.

O importante é ser, não ter. Uma lição que aprendi muito tarde. Mas quero passar esta ideologia em diante. Aprendi que riquezas são consequências, não o foco de uma jornada. Cada vez mais a competição que enfrentamos é cada vez maior. Muita gente não para refletir como estão vivendo e o que estão fazendo. Com o tempo comecei a observar a história e a cultura humana como um tipo de programação, onde as pessoas passam os hábitos e costumes. Às vezes algo sem sentido perdura milhares de anos, pois as pessoas não conseguem se libertar e ficam presas. Isso me recorda muito o mito da caverna, um texto que acredito que é muito importante ser realizado a leitura.

Pense nisso, faça um mapa mental e coloque metas para o que deseja deixar para o mundo.

 

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.