Ramon Cristian leu livros freak

Freakonomics e Superfreakonomics de Stephen Dubner e Steven Levitt

A sociedade é um organismo muito complexo. A ciência tenta mostra a essência das coisas e assim entender mais os fenômenos que estão a nossa volta. A Economia é uma área que possui várias interpretações do mundo, cada teoria mostra uma visão. Há uma busca de espaço e de reconhecimento. 

Esses livros são bem interessantes pois mostram elementos que em um primeiro momento pensamos que não têm nenhuma conexão, mas que de fato são conectados. Uma mudança em fator um pode afetar muito o outro. Esta pesquisa deu uma amplitude em conceitos econômicos e o que chamamos de extra-econômicos. Os autores me ensinaram a ter uma visão mais ampla dos problemas, os governos, as instituições e o próprio indivíduo não se deve prender ao conceitual e explorar todas as formas de resolver um problema. Algumas vezes a solução de algo pode ser mais simples do que se imagina. Para ilustrar isso, achei esta matéria da BBC muito interessante, mostrando como máquinas de lavar dentro da escola reduziu drasticamente a evasão de alunos.

Como máquinas de lavar ajudaram a reduzir faltas em 90% em escolas dos EUA

Uma lição interessante de Freakonomics e Superfreakonomics é saber que as pessoas são movidas por incentivos. Que qualquer lei, política ou regra deve ser pensada em saber como que os afetados por tais medidas podem reagir. Os livros têm exemplos polêmicos que podem chocar os mais conservadores, é preciso ter a mente aberta para conseguir realizar a leitura desse conteúdo. 

Há certas coisas que acreditamos que podem não ser verdade. O censo comum cristaliza muitos fatos e eventos, percebi que devemos ter curiosidade para indagar e não aceitar tudo o que ouvimos, principalmente o que é mostrado na mídia. 

Recomendo muito a leitura de Freakonomics e Superfreakonomics, os autores possuem mais livros, quando for possível, quero ter acesso a essas publicações, pois o trabalho deles é freak. É algo que vale a pena conferir. 

(Visited 22 times, 1 visits today)

Ramon Cristian

Doramaníaco, J-rocker, geek, otaku, fã de cultura asiática e gosto muito de aprender idiomas.