Skip to main content

Estado atual e esperança para o futuro

Avalie este post

A vida se torna um pouco difícil para quem é ambicioso, mas não tem muita margem de manobra para ações. A ansiedade para crescer como ser humano, profissionalmente, nos estudos e outras áreas é grande. Aprendi que cada pessoa tem o seu tempo e tentar acelerar os processos só trás angústia. 

Fraqueza emocional é um problema, às vezes nem percebemos que somos fracos emocionalmente. Só nos damos conta quando uma situação está diante de nós. Nunca dei muito crédito no amor, pois nunca senti muito amor na minha vida e ao meu redor nunca o vi com frequência. Sempre fui muito desconfiado sobre questões que envolve sentimentos.

Agora depois de adulto que percebi que o amor é libertador. Fazer atividades que não nos agrada nos corroem por dentro. Viver uma rotina preso a pessoas que não nos amam, não vale nenhum um pouco a pena.

Estou aprendendo a me valorizar. O importante são as experiências e não coisas materiais fúteis que a sociedade quer te impor. Estou fazendo o seguinte exercício mental: “Para dedicar meu tempo em algo ou em alguém, devo sentir amor, então não seguirei em frente.”

Senti um peso sendo liberto de mim, estou aprendendo a viver mais levemente. Esta ansiedade sufocante está sendo substituída por um sentimento mais positivo. Aproveitar as experiências e aprender faz parte do processo. Desfrutar do processo, faz com que ele se torne menos doloroso. Isto me fez lembrar de uma frase que gosto muito:

Tive um sonho que ninguém terá e joguei fora tudo aquilo que não precisava.

E realmente, é necessário jogar fora tudo aquilo que não necessitamos e que nos fazem mal, para nos preencher daquilo que pode nos edificar. Percebi que ficar preso em casa não vai mudar nada e que cultivar amizades é muito importante para se construir vínculos fortes com quem é realmente importante.

Ser dono da própria vida te dá um leque enorme de possibilidades, não desperdice o que você tem mais de precioso sendo um escravo de quem não te dá o mínimo valor.

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.