Skip to main content

Empresas feita para vencer – Good to Great – Jim Collins

Avalie este post

Este livro é muito interessante para entender esta fase do capitalismo de concorrência acirrada e saber o porquê algumas empresas tem êxito e outras não. Jim Collins fez um trabalho científico para responder esta pergunta. A tradução do título do livro para o português foi decepcionante, pois retirou a essência do que o autor quis passar. O nome do livro é Good to Great, então uma tradução boa seria “Como ultrapassar o bom e ser o melhor” ou algo do tipo. 

É possível notar na leitura que alguns mitos são desfeitos. Os elementos importantes para o desenvolvimento da empresa são postos em evidência. O foco principal é a liderança do nível 5, os líderes da empresa que possuem este perfil têm grandes chances de sucesso. O CEO não pode ser uma pessoa com o ego elevado, deve ser alguém que possui humildade e modéstia, um líder que tem determinação de fazer a empresa se tornar excelente. Em Good to Great, Jim Collins explica cada nível e suas características.

Pontos importantes que achei muito interessante no livro que é diferente do que as pessoas podem pensar em um primeiro momento:

  • É necessário colocar as pessoas certas na empresa, pois assim não se terá que gastar tempo, energia e dinheiro com motivação, gerenciamento e controle. Pois estes funcionários vão saber o que fazer. Na dúvida, é melhor não contratar. 
  • Não é novas tecnologias que fazem a empresa crescer, mas sim a utilização de recursos. Inovações devem auxiliar o crescimento, mas nunca se deve esperar por elas como iniciadora de um processo.
  • A empresa aprende com o tempo a melhor forma de se desenvolver, não existe fórmula mágica. 
  • O mais importante do que fazer, é do que não se dever fazer.
  • Os melhores funcionários devem estar aptos para as melhores oportunidades, não para resolver os maiores problemas.

Uma analogia muito interessante que foi colocado no Good to Great foi a do porco-espinho. 

Passos importantes:

  • A empresa deve focar em algo que ela possa ser a melhor.
  • Analisar o que gera renda para a empresa
  • Descobrir aquilo que incita uma paixão.

 

 

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.