Skip to main content

Doenças do atraso que afligem o Brasil – Perigo da febre amarela

Avalie este post

Vi nessa matéria da BBC que nos próximos meses no Brasil podemos ter uma epidemia de Febre Amarela:

Brasil está sentado em ‘bomba-relógio’, diz especialista sobre febre amarela

É um absurdo que certas doenças ainda existam. O pior de tudo é que elas existem pela ignorância das pessoas e pela falta de educação que está inserida dentro da sociedade brasileira. 

O Aedes Aegypti é um mosquito muito perigoso, e se mostra mais perigoso a cada dia. Tínhamos um problema enorme por causa da dengue. Muita gente não leva a sério o risco de pegar a doença e a chance de morrer por causa de hemorragia. Para piorar, agora temos mais vírus em circulação no país. Além do risco de pegar dengue, quem mora em área de risco pode contrair mais duas doenças, a zika e a chikungunya. 

Pelo país ser muito grande e possuir muitas áreas inabitadas, combater o Aedes é uma tarefa muito difícil, mas isso não justifica a falta de educação da população. Se cada um colaborasse e não deixasse água parada, o índice de pessoas infectadas diminuiria muito. Alguém que não faz a sua parte e tem consciência que tem atitudes que ajudam na proliferação do mosquito, ela deveria pensar que está cometendo um assassinato. Quando sabe do risco letal de um mosquito e mesmo assim colabora para a sua existência, isso é um atestado que a pessoa quer se matar ou matar outras pessoas. 

Além das doenças que são noticiadas pela mídia, principalmente aquelas que afetam todas as camadas sociais, há as doenças invisibilizadas. Muita gente ainda vive sem as condições mínimas necessárias para uma vida digna. Infelizmente água encanada e saneamento básico não são serviços disponíveis para todos. Por causa de esgoto a céu aberto, muitas comunidades, principalmente as mais carentes, sofrem de alguns tipos de doença. A ausência do Estado de garantir o direito à saúde, fazem com que muita gente fique sujeita a pegar doenças como Hepatite A e Leptospirose.

Por causa do medo e falta de informação, parte da população não toma vacinas! Tomar vacinas é muito importante, principalmente no Brasil que temos um risco muito grande de pegar algum tipo de doença durante a vida. Temos que aproveitar esse direito que temos e evitar que nossa saúde seja prejudicada.

O brasileiro tem um mal costume de tentar resolver as coisas depois que chega o pior. A melhor coisa é prevenir. Dentro da capacidade da pessoa, ela tem que ajudar a construir uma sociedade mais saudável. É importante não jogar lixo no chão, não poluir, não jogar entulho na rua ou em terrenos baldios (normalmente as prefeituras têm um serviço específico para isso, é só ligar para a prefeitura e resolver esta questão).

Uma coisa que não entendo é porquê não temos alguns hábitos quando há um surto de alguma doença. Não temos o costume de usar máscaras quando estamos doentes ou quando estamos em um lugar com uma grande aglomeração de pessoas. O governo deveria fazer mais campanhas de prevenção, desse modo gastaria menos dinheiro com medicamentos e internação. Poderia começar por uma campanha de lavar as mãos. 

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.