Skip to main content

Da redistribuição ao reconhecimento de Nancy Fraser

Avalie este post

perguntas instiuição de direito - Da redistribuição ao reconhecimento de Nancy Fraser

  • A injustiça material mais visível se dá com a injustiça econômica. A diferenciação na renda faz com que as pessoas tenham privilégios diferentes na sociedade, não gerando igualdade social. O remédio para uma injustiça econômica é uma mudança de estrutura político-econômica. O recomendável é ter uma redistribuição mais justa na renda, uma reorganização no espaço trabalhista e melhor gestão de como o dinheiro público é gasto, para que se possa reduzir as desigualdades e que se possa ter menos desigualdade. Um exemplo no caso brasileiro é como os impostos são colocados. O sistema do Brasil é regressivo e recessivo. A tributação penaliza as pessoas que tem uma renda menor.
  • O remédio para resolver o problema da injustiça cultural é alguma mudança cultural ou simbólica. O processo de revalorização cultural é muito importante para o resgaste de identidade de determinado grupo social. Incentivar a diversidade cultural ajuda a ter uma sociedade mais tolerante e menos preconceituosa. Uma transformação mais ampla dos padrões sociais de representação, interpretação e comunicação, de modo a transformar o sentido da coletividade. No Brasil temos um problema de representividade. Na mídia há um ocultamento da diversidade étnica do país. Tendo um padrão branco muito forte. A cultura negra, indígena e de outros grupos sociais são invisibilizados.
  • A divisão de gênero é algo ainda muito forte. Por causa de um contexto machista, a sociedade não conseguiu chegar em uma igualdade entre homens e mulheres. O homem normalmente fica com o trabalho “produtivo”. Enquanto as mulheres ficam com o “reprodutivo” e doméstico. Dentro da estrutura trabalhista, os homens possuem maiores remunerações. Serviços domésticos e de baixa remuneração, a maioria dos profissionais são mulheres. A solução para acabar com a exploração e marginalização que são marcadas pelo gênero é a abolição da divisão do trabalho. Uma solução é valorizar o gênero desprezado. O patriarcalismo e o sexismo que são estruturas dominantes necessitam de mudanças de valores culturais.

Link do texto

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.