Skip to main content

Controlar as horas de sono

Avalie este post

Nesses dias que são muito corridos, onde parece que 24 horas não são mais suficientes para fazer tudo aquilo que devemos e queremos fazer. Pior do que viver nesse mundo contemporâneo com este ritmo frenético é ter a necessidade de dormir várias horas para se sentir bem. Parece que a pessoa é preguiçosa se dormir muito. O fato é que não posso brigar com meu corpo e tentar me obrigar a dormir menos.

Já tentei fazer isso e não dá certo. Dormir poucas horas para ter um tempo a mais durante o dia não funciona. A falta desse tempo de descanso está fazendo meu cabelo cair em ritmo acelerado, meus olhos ficam mais vermelhos facilmente, estou errando muito na pronúncia de palavras e o pior, não consigo ter atenção e ânimo. Para quem precisa de muitas horas por dia, o gerenciamento de tempo é mais que essencial para ter um dia mais produtivo.

A maior dificuldade é na hora de dormir. Separei umas dicas que estão me ajudando:

-Estipule uma hora exata para dormir, e de uma a meia hora antes, se desligue na televisão, celular, computador, ou de qualquer outro eletrônico. Nesse meio tempo já vai se preparando. Tome um banho, escove os dentes, faz as últimas tarefas e arrume a cama. Dessa maneira se tem menos distrações. Você não terá a preocupação imediata de terminar uma fase a mais no video game, não terá que checar a última mensagem que te mandaram e etc.

-Fazer uma planilha para te orientar durante o dia. Já fiz umas centenas (literalmente) de planilhas e até uma dar certo demorou muito. O mais importante é fazer as principais atividades primeiro. Como o trabalho da escola e organizar as planilhas dos trabalhos. Aprendi uma frase bem legal que me ajudou com isso. Primeiro se coloca as pedras grandes do pote, depois a areia. Desse modo tudo se encaixa dentro do pote. Se colocar a areia primeiro e depois as pedras, não ficar encaixado.

-Tente ser minimalista e reflete apenas o que é importante fazer durante o dia.

 

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.