Skip to main content

Confiança no voto e decepção

Avalie este post

O processo de votar é muito importante para o exercimento da democracia. Infelizmente depositamos a confiança em alguém, e esta pessoa te decepciona. Algo que me deixou muito chateado ultimamente, foi a gestão da universidade. O país está passando por um crise econômica muito grave e algumas contas estão sendo reajustadas.

A gestão do dinheiro público nos serviços oferecidos pelo governo é uma área bem obscura. Neste momento que deveria mostrar mais transparência, parece que este sendo um movimento contrário. Os servidores da elite do governo não querem deixar seus luxos de lado, fazem festas com dinheiro de impostos e ainda eles têm coragem de reclamar da corrupção no país. O fato que a hipocrisia reina o Brasil. No fundo a maioria das pessoas estão preocupadas com si próprias e não importam o sacrifício que deve ser feito na vida dos outros. 

A esquerda e seus projetos de melhorias que dão esperança para a população são puras mentiras. Com o tempo pude perceber isso. A maioria das pessoas da universidade apoiam estes ideais, e foram os seres mais egoístas, mesquinhos, mentirosos, raivosos e autoritários que conheci. Eles não fazem aquilo que pregam. Não olho para partidos e definições, mas sim para projetos, e tem gente que pense que isso é uma loucura. 

Como acontece na universidade, nas eleições para definir quem vai gerir o país, o estado e a cidade acontece a mesma coisa. É muito raro eu votar em alguém. E quando voto, às vezes é para não entrar o pior. Dá um peso na consciência saber que não há escolha. 

Precisamos de mais educação, consciência e racionalidade. Estamos tendo uma carência de liderança no setor público. Infelizmente a política é voltado a “emburrecer” a população para ter mais votos. O pensamento crítico é muito sufocado e não sei como a sociedade aguenta a viver assim. 

Devemos nos libertar dessa escravidão mental para fazer as melhores escolhas. 

Ramon Cristian

Estudo Ciências Econômicas na UFES. Sou apaixonado pela cultura asiática. Pretendo ensinar, mas sem deixar o espírito empreendedor de lado. Quero me especializar na área financeira ou desenvolvimento econômico. Sou fascinado por todos os temas que mostram a expressão humana, como arte, literatura, cultura e moda.